Morungaba na reunião de prefeitos eleitos da Região Metropolitana em Campinas

Morungaba na reunião de prefeitos eleitos da Região Metropolitana em Campinas

Os prefeitos eleitos da Região Metropolitana de Campinas (RMC) se reuniram na manhã desta quarta-feira (18/11) para discutir os projetos em andamento no Congresso Nacional.

Reeleito no pleito municipal do último dia 15 de novembro, o prefeito da Estância Climática de Morungaba Marco Antonio de Oliveira participou do encontro que teve como objetivo orientar os novos prefeitos e reforçar a importância do trabalho conjunto da RMC.

Questões referentes à reforma tributária, financiamentos, emendas parlamentares, a PEC 529 do Governo do Estado, a mudança tributária e a pandemia do Novo Coronavírus foram os principais assuntos discutidos. Os prefeitos eleitos foram recebidos pelo prefeito de Campinas e presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, também esteve presente o presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC e atual prefeito de Santa Bárbara D’Oeste, Denis Andia.

“Foram vários assuntos importantes que pudemos tratar, inclusive foram apresentados os índices sobre a pandemia na região que indicam desaceleração de novos casos de Covid-19. Todos os prefeitos têm que caminhar juntos com base em dados, com planejamento e estratégias bem definidas porque somos uma região metropolitana”, explicou o prefeito Marquinho que acrescentou que espera que seja possível a realização de mais encontros como este - com os devidos cuidados, porém  “presenciais”, já que desde início da pandemia, os prefeitos da RMC têm se reunindo apenas por vídeo-conferências.

Em relação à pandemia da Covid-19, a orientação é para que os municípios mantenham suas campanhas de conscientização junto à população para o uso de máscaras e de álcool em gel e que evitem festas, pois o fator propagador da doença está naquele que não encara a pandemia com a seriedade necessária. Outra consideração foi a manutenção de estruturas na área de saúde para atender os casos de Covid.

Sobre a reforma tributária os prefeitos colocaram a importância da união dos  municípios que são muito prejudicados na divisão dos recursos. A proposta é fazer uma simplificação dos impostos  e garantir que não haja perda para os municípios que absorvem as responsabilidades com a população e ficam com o percentual menor na divisão dos recursos.

Como ponto de partida foram citados o ISS e o IBS, cuja alíquota de 25%, em caso de imposto único das três esferas de governo, na divisão o Estado fica  com 13%, a União fica com 10% e o município com apenas 2%.

Ao encerrar a reunião, o prefeito de Campinas e presidente da FNP, Jonas Donizette, desejou aos eleitos muita disposição para fazer o melhor para o interesse público. “Essa foi uma reunião de prefeitos eleitos, alguns reeleitos e tivemos oportunidade de ouvir histórias e trajetórias de vida de pessoas que disputaram a primeira eleição e ganharam e, outras, que disputaram cinco vezes para conseguir o pleito agora. Portanto, reforço que por caminhos diferentes, quando temos um ideal, com perseverança alcançamos o objetivo”.

 

Também participaram da reunião os prefeitos de Americana, Chico Sardelli (PV); Cosmópolis, Junior Felisbino (PP); Engenheiro Coelho, Dr. Zeedivaldo (PSB); Hortolândia, Perugini (PSD);  Itatiba, Thomas Capeletto (PSDB); Jaguariúna, Gustavo Reis (MDB);; Nova Odessa, Leitinho (PSD); Pedreira, Hamilton Bernardes Junior (DEM); Santa Bárbara D'Oeste, Rafael Piovezan (PV); Sumaré, Luiz Dalben (Cidadania); Valinhos, Capitã Lucimara (PSD) e seu vice, Osvaldo Rocco (PSD); Vinhedo, Dr. Dario (PTB), e Adézio Dias (vice-prefeito de Engenheiro Coelho).